Dicas

Como organizar uma Festa Junina

festa-junina

Enfim chegamos ao mês de junho, nessa época do ano acontece as Festas Juninas. Historiadores contam que esta festividade foi trazida para o Brasil pelos portugueses, ainda no período colonial. O verdadeiro sentido da festa é agradecer aos santos o sucesso da colheita.

Você quer fazer uma festa junina para reunir a família e os amigos? Siga algumas dicas de como organizar:

No dia

A Festa Junina se inicia no dia 12 de junho, véspera do dia de Santo Antônio e termina no dia 29, dia de São Pedro, mas pode acontecer durante todo o mês de junho. O ápice da festa ocorre no dia 24, o dia de São João.

Horário

Verifique o melhor horário para fazer a sua festa. Se tiver crianças pequenas, prefira o horário da manhã ou da tarde. Já se a festa for somente para adultos, opte por fazer à tarde ou à noite. A duração da festa não deve ultrapassar 5 horas.

Local

Pode ser em casa, no trabalho, na rua ou no clube. Faça uma lista dos convidados e veja qual é o local apropriado para reuni-los.

Convite

Use e abuse da criatividade! Pode ser convite on-line ou artesanal. Não se esqueça! No convite deve constar: dia, horário, local e se é obrigatório ir a caráter. Ajuda bastante se você enviar o mapa do local também.

Decoração

O mês de junho é mais frio, sendo assim, não pode faltar uma fogueira. Caso a festa não aconteça em um lugar aberto, onde possa se fazer uma de verdade, aproveite e faça uma de mentirinha. Bandeirinhas, bandeirolas e balões coloridos dão um tom divertido à festa. O xadrez serve tanto para decoração como para o figurino.

Vestimentas

Os trajes são elementos indispensáveis em uma Festa Junina. Pode-se usar calça jeans ou de sarja, camisa xadrez, chapéu de palha ou cowboy, lenços coloridos, retalhos costurados na camisa e na calça, vestido rodados e estampados. Quanto mais colorido melhor!

Maquiagem

Para os homens: barba e bigode
Para as mulheres: pintinhas nas bochechas, ambos feitos com lápis de olho.

Alimentos

Como junho é a época da colheita do milho, a maioria dos doces, bolos e salgados são feitos com este alimento. Segue algumas comidas servidas nesse tipo de festa: paçoca, cocada, bolo de fubá, doce de leite, bolo de milho, arroz-doce, pé-de-moleque, pipoca doce, canjica, amendoim, maçã do amor, cuscuz, pamonha, milho cozido, pipoca com manteiga, biscoito de polvilho, cachorro-quente, churrasco, pinhão, bolinhos fritos, curau, entre outros.

Bebidas

Para beber e espantar o frio: vinho quente, quentão e ponche. Podemos complementar com refrigerantes, sucos e destilados.

Dança e Música

Durante os festejos acontecem às famosas quadrilhas. O som tocado pode ser forró, baião, chote, sertanejo e músicas regionais. Não importa qual é o estilo, o importante é dançar e se divertir. Algumas músicas clássicas que não podem faltar: Capelinha de melão – de João de Barros e Adalberto Ribeiro; Olha pro céu, meu amor – de José Fernandes e Luiz Gonzaga; Pula a fogueira – de João B. Filho; Cai cai balão – autor desconhecido; Sonho de papel – de Carlos Braga e Alberto Ribeiro; Pedro, Antônio e João – de Benedito Lacerda e Oswaldo Santiago, e Festa na roça – de Mario Zan.

Brincadeiras

Barracas com jogos e brincadeiras faz muito sucesso, para isso é preciso ter prendas que possam ser entregues aos participantes. Seguem algumas sugestões de brincadeiras para a festa: boca do palhaço, jogo das argolas, pescaria, rabo do burro, corrida do saco, derrubando latas, correio elegante, leilões, bingos, pau de sebo e correio elegante.

Está pronto o Arraiá! Agora é só curtir!

Compartilhe nas redes sociais: